VITÓRIA/ES: um patrimônio e muitas histórias para inspirar – Parte 2

Essa cidade é demais, além de praias tem muitas histórias. Se no primeiro post falei das principais praias de Vitória, por aqui vamos falar de patrimônio, história e cultura. Eu fiz um tour com o pessoal do AVES que me mostrou tudinho sobre o passado de Vitória. Vamos lál! Nem só de praias e moqueca vive a capital do Espírito Santo. Embora pouco divulgada, Vitória tem um centro histórico muito bonito e rico em cultura, são igrejas, museus, teatros, escadarias e patrimônios históricos. Eu visitei alguns.

Vamos começar por uma parte do centro histórico de vitória que conheci!

Para iniciar o tour começamos na  Praça Costa Pereira, bem em frente ao Sesc Glória onde há oficinas de artes e logo a frente, onde está o Theatro Carlos Gomes, e lá vamos  nós pra uma caminhada por Vitória.

Imagem: Jô Viajou. Prédio histórico onde funciona o Sesc de Vitória.

Imagem da Praça Costa Pereira em frente ao teatro e Sesc Glória.

Imagem: Jô Viajou. Praça Costa Pereira.

O ponto principal é o Theatro Carlos Gomes, com “h” mesmo, que foi fundado em 1924, período de transforma em Vitória para uma cidade mais moderna.  Apesar de o Teatro ainda possui seus traços históricos, o teatro, passou por incêndio.

Imagem: Taty, guia AVES. Theatro Carlos Gomes.

Em 1923, o único teatro da cidade, o Melpômene, que teve o incêndio, tinha sido demolido para a abertura da Rua 7 de setembro e alargamento da Praça da Independência, a praça Conta Pereira.  Depois da nova construção, foi inaugurado em 1927, virando um cinema. Depois em 1970, volta para o estado e em 1983 foi tombado.

Imagem: Taty, guia AVES. Theatro Carlos Gomes.

No local. havia um antigo Forte de São Diogo que, junto com outros quatro forte protegiam a Vila de Vitória. A fortificação defendia o braço da Baía de Vitória que entrava em direção à atual Praça Costa Pereira. área conhecida pelos capixabas de Prainha.

Imagem: Jô Viajou. Escadaria São Diogo no centro da cidade.

No Século XIX, com a falta de espaço para a expansão da capital, houve necessidade de um aterro de parte do canal. Assim, o antigo forte perdeu sua utilidade, sendo desativado. Antes foi chamado de ladeira da Pedra, como é chamada a parte de cima.

A  Escadaria São Diogo foi construída em 1942, com estilo eclético.

Imagem: Jô Viajou. Escadaria São Diogo no centro da cidade

O Convento Nossa Senhora do Monte do Carmo foi fundado em 1682, por padres carmelitas vindo do norte do Brasil Colônia. Além de convento, foi quartel. Em 1984, o prédio foi tombado.  Hoje, o convento celebra várias missas.

Imagem: Jô Viajou. Convento Nossa senhora do Monte do Carmo.

No centro histórico existem muitas escadas, que foi fortes, mas estão sumindo frente as novas construções.

Imagem: Jô Viajou. Escadarias.
Imagem: Jô Viajou. Escadarias.

Eu já tinha ficado encantada com a Faixada do teatro, não pude entrar nele, pois estava fechado. Então chegamos a Catedral de  Vitória, que fica localizada na Cidade Alta, na Praça Dom Luiz Scortegagna. Com sua construção iniciada em 1920, somente foi concluída nos anos setenta.

Imagem: Jô Viajou. Catedral de Vitória.

Depois da Catedral, fui conhecer a igreja mais antiga de Vitória, a Capela Santa Luzia. Erguida no séc. XVI numa elevação rochosa, com estilo colonial.  Foi tombada pelo Iphan em 1946, passando a funcionar como galeria de arte e Museu de Arte Sacra.

Imagem: Jô Viajou. Capela Santa Luzia

A visitação do Palácio Anchieta que podemos conhecer seu interior, são realizadas aos finais de semanas. Com as lojas fechadas, fica fácil de encontrar estacionamento.

Imagem: Jô Viajou. Palácio Anchieta

O Palácio foi um Colégio Jesuita, depois de um período, transformou-se em sede administrativa do governos, como hospital militar , quartel, correios, entre outros.  Atualmente é a sede do Governo do Estado do Espírito Santo e é uma das edificações mais antigas do Brasil com ocupação governamental.

Imagem: Jô Viajou. Palácio Anchieta

Ainda no centro, passamos pelo Parque Moscoso. Inaugurado em 1912, no Governo Jerônimo Monteira, teve sua construção iniciada em 1910.  O parque sofreu várias intervenções ao longo do tempo.

Imagem: Jô Viajou. Parque Moscoso.
Imagem: Jô Viajou. Parque Moscoso
Imagem: Jô Viajou. Parque Moscoso

A Basílica de Santo Antônio começou a ser erguida em 1956, a base da igreja foi feita em forma de cruz grega. A basílica ainda possui uma imponente cúpula central e quatro semicúpulas. É inspirada na arquitetura renascentista da igreja de Nossa Senhora da Consolação, em Todi, Itália, construída no século XVI.

Imagem: Jô Viajou. Basílica de Santo Antônio
Imagem: Taty, guia AVES. Basílica de Santo Antônio

Curiosidade: O patrimônio histórico do Centro é mais antigo do que os das cidades de Ouro Preto (MG) e São Paulo (SP). São mais de 51 pontos turísticos e culturais que integram a área, sete são monitorados pelo Visitar, entre eles a Catedral Metropolitana, a Igreja do Carmo e o Theatro Carlos Gomes.

Muita Cultura, patrimônio e história é o que não falta em Vitória.

Siga @joviajou no insta.

Esse post tem fins promocional de parceria.  joviajou e aves. 

Semana que vem tem mais, deixe seu comentário abaixo.

(Visited 118 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.