10 costumes malucos que você só encontra nas redes sociais de morador de Roraima

Recentemente, tenho observado os parentes da terrinha  compartilhando e falando coisas que acontecem por aqui na sua time line, seja reclamando ou fazendo graça. Reunir neste post alguns dos melhores! Não vou colocar as imagens para não gerar  discórdias. 

1. O emprego fixo e concursado

Aqui em Roraima, para muitos, sinônimo de ser bem sucedido é ser concursado, por mais que seja aquele de menos de um salário mínimo na aposentadoria. Mas o negócio é estudar e esperar o concurso sair. Vejo muita gente na internet compartilhando que está estudando. Mas acredito que essa pessoa não devia perder tempo avisando aos concorrentes sobre seus  objetivos e nem perder tempo nas redes sociais. Acho que o concorrente nem tá mais nas redes.

2. Faltou energia na cidade todo mundo compartilha na rede

Passa ano, entra ano e ninguém resolve o problema de energia em Roraima. O nome das empresas só mudam, mas a corrupção continua. E para desabafar, a gente faz o quê? Vai para redes dizer que foi embora a luz mais uma vez e queimou algum eletrônio. Enquanto houver bateria carregada no celular e internet, vamos lá!

3. Choveu e alagou, compartilhou, mas só depois da chuva

As coisas são tão bizarras por aqui, que quando chove muito, parece que tudo para. As pessoas chegam atrasadas, tiram fotos da sua rua alagada e ficam ilhadas. Chegam até avisar que hoje vai ficar na cama dormindo assistindo uma série e comendo uma pipoca. Gente, vai trabalhar, o trabalho de vocês não tem teto? rsrsrs

4. Falando em chuva, quando chove, a internet fica um caos e todo mundo vai para rede falar “que merda de internet é essa hoje!”

A chuva não só alaga as ruas e nos impede de sair de casa. E as vezes nem tem como ficar aquele fim de semana de chuva em casa vendo um cineminha. Nós ficamos em casa mesmo, mandando mensagens pelo whatsapp, que é a única rede mais leve que pega em horas de chuva. Um filminho nem pensar… 

5. E tem também aqueles que ficam passando vergonha nas redes e falando de migração

A pessoa vem de outro estado, não tem nenhum vínculo com estado a não ser um trabalho fixo, igual ao do item 1 que falei para vocês acima e fica questionando a migração. Criatura,  faz sua parte e ajuda ficando calado, que você também é um migrante. Eu hemmm!

6. Sobrou até para o Pepito venezuelano

A pessoa posta críticas na suas redes sociais sobre a migração venezuelana de forma xenofóbica aí você vai no instagram dela e tem uma foto com a seguinte imagem e frase. “Depois do Pirulím, só o Pepito é o melhor da “culinária” venezuelana”.  Ainda elogia a comida dos que ele condena. Que povo doido hemmmm… sei não!

7. O costume é contagioso

A gente cresce comendo paçoca com banana e chega no lanche, pede uma paçoca e não vem com banana. Coloca logo nas redes. Comer paçoca sem tubaina e baré até que vai, mas sem banana é de entalar. Tia, cadê a banana!? Eu já estou acostumado com paçoca com banana, sem banana não dá!

8. Seja no inverno ou no verão

Em Boa Vista tudo é extremo, principalmente o clima. No inverno, por aqui, chove demais, no verão, faz muito calor. E o que a gente faz? Vai para as redes, é claro! Dizer que tá quente  e que tá chovendo demais. Vai entender esse povo, Jesus! E que comecem os avisos dos climatologistas nas redes sociais.

9. Cancão mais linda, mas tenho medo…

Sempre vejo os parentes compartilharem trechos das músicas populares roraimense. As letras são lindas e os ritmos também. É de encantar moradores e turistas. Mas já ouvi gente dizer nas redes que tem receio  de compartilhar a letra por medo de ser processado por direitos autorais. Coitado do Roberto Carlos que tem suas músicas e letras compartilhadas nas redes sem ganhar um centavo. Parente, publica a letrinha aí sim, é só citar a fonte e não comercializar. “Eu sou de Roraima!”

10. Povo é entendido demais nas redes

Todas hora tem post novo sobre um dado e outro, de fontes de pesquisa ainda confiáveis e profissionais formados na área. Quando vem uma pauta de jornal com dados comprovando o pensamento contraditório do povo eles afirmam que é tudo errado como se fossem doutores da área. Na hora de fazer a observação, não sabem nem escrever e ainda querem ter toda razão. Passando vergonha parente, apaga logo isso, que ainda não fizeram print, por favor!

(Visited 6 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.