O que fazer em GALÁPAGOS-Equador ? Ilha Isabela – Los Tuneles – Parte 3

No dia posterior, deixamos a Ilha Santa Cruz e seguimos para a Ilha Isabela, outra ilha lindíssima do arquipélago.

Acordamos às 6h para pegarmos o barco para a Ilha Isabela onde tínhamos os tour Los Tuneles marcado.

O barco custa 25, dólares. O barco pequeno para levar para a lancha 0,50 dólares. São 2h de lancha em alto mar. Quem for para lá, também pode ir de avião. Ao chegarmos em Isabela pagamos a taxa do barco até a ilha mais 1 dólar, e ao desembarcar a taxa na ilha 10 dólares. Seguimos a pé para a pousada que custou 86, dólares duas diárias.

As 11h  seguimos para o tour de Los Tuneles, que custou 120, dólares por pessoa. Passamos a tarde lá e retornamos 17h. Fizemos duas flutuações com vistas as tartarugas , tubarões, pinguins, cavalo marinho, aves, muitos cardumes de peixes, arraias, filhotes de tubarão.

Antes de contar o roteiro do dia, vou falar um pouco o que é a  ilha:

Isabela é a maior de todas as ilhas do arquipélago, o nome do porto é Puerto Villamil. Sua infraestrutura,  é a mais básica das dentre as principais ilhas de Galápagos. Na ilha, há hospedagem, restaurantes, agências de viagens e receptivo.

O mais importante de Isabela são os passeios, é claro. Tem os pagos e gratuitos. Nós fizemos apenas 1 passeio pago. Os demais foram grátis e fizemos quase tudo a pé. Vamos lá!

Foto: Andréa

Na foto acima, pela manhã cedo fomos pegar os barco para a Ilha Isabela. Nossa Sorte que a dona Airbnb Casa de Janeth – o whatsapp para reserva é:  +593 99 387 5662. Ela reservou tudo para a gente, os vouchers, ingressos e tudo mais. Na foto abaixo, Janeth comigo. Ela fez nosso café antes de ir ao porto e além de todas as reservas dos passeios e passagens da Isabela sem cobrar nada. Virou amiga! Tinha água, wifi, chave, banheiro com toalha e quarto bem limpo, cozinha e mantimentos de tempero de graça. A hospedagem foi $30,00 por noite e por pessoa.

Foto: Jô Viajou

Antes de subimos no barcos/lanchas nossas mochilas e bolsas são inspecionadas.

Foto: Jô Viajou

As da mão também. As botas e tudo mais…

Foto: Jô Viajou

Pegamos um barco pequeno até a lancha. Cada embarque uns dólares que vão ficando no meio do caminho. Dica, vá na porta da lancha perto do motor, pula menos e você enjoa pouco. Apesar do barulho do motor. A vista também e é bem melhor.

Foto: Jô Viajou
Foto: Jô Viajou

Para essa lancha que fazemos baldeação.

Foto: Jô Viajou

Chegamos a Ilha Isabela.

Foto: Jô Viajou

Ao desembarcar você já olho esse paraíso de águas cristalinas.

Foto: Jô Viajou

Chegando no Porto, não há necessidade de pegar transporte até o hotel, é muito perto e você pode ir andando. Muitos te oferecem transporte, mas não há necessidade.  Se puder comprar água em Santa Cruz, é mais barato que em Isabela.

Foto: Jô Viajou
Foto: Jô Viajou

Em Isabela, ficamos numa pousada em quarto tripo bem confortável. Com banheiro e sem ar-condicionado. Coisa que não precisava, pois a noite não é quente na ilha e tinha um ventilador.

No mesmo dia seguimos para o passeio: Los Tuneles

Ponto de partida: Puerto Villamil.

O que levar: sandália própria para mergulho ou tênis para caminhada, roupa para banh, toalhas, snacks, máscara e snorkel para mergulho. câmera fotográfica, câmera à prova d’água.

Valor: em torno de US$ 120, por pessoa. Aqui vale uma dica: deixe para fechar o passeio com uma agência na Isla Isabela, pois as agências em Santa Cruz costumam cobrar mais caro, cerca de US$ 110/pessoa. Porém, como fechamos com a senhora do Airbnb ficou o mesmo preços e garantimos a vaga.

Los Túneles é a  principal atração do que nos recomendaram a fazer na Ilha Isabela. Lá possui um dos melhores pontos para mergulho de snorkel do arquipélago de Galápagos.

O tour de los Túneles foi marcado em Santa Cruz mesmo e lá antecipamos o pagamento, pois tudo lota muito rápido. Esse tour dura cerca de 5 horas. No mesmo dia que chagamos ainda demos uma volta na cidade para conhecer a região.

O nome Los Túneles, segundo o guia, é uma área repleta de arcos e túneis de pedra escura formados pela ação da lava e preenchidos por uma água azul transparente. Na região é cheio de  fendas, junto com as águas tranquilas e pouco profundas, proporcionam ao local  rico em fauna e flora e os mergulhos ali é encontra-se muitas espécies e vida marinha.

Para ir a região, pega-se uma lancha.

O inicio do tour é só água a céu aberto e muitas ilhotas repletas de pinguins, leões marinhos e aves de todas as especieis. Esse é praticamento o único passeio pago, a não ser que você queira um guia para te acompanhar.

Saindo do porto pela manhã, foram de 40 a 50 min até a primeira parada.

Nos recebemos snorkel. Como levei o snorkel do Brasil, só precisei da nadadeira. E além disso, é mais higiênico ter o seu snorkel. Além de roupas de neoprene (para quem quis), máscara para snorkelling, pé de pato, toalha e comida. É um pacote  completo. Na ilha há como fazer snorkel também de graça.

Foto: Jô Viajou
Foto: Jô Viajou
Foto: Guia

 Como podemos ver abaixo, a visibilidade da água estava baixa, mas o que mais atrapalhou mesmo é a maneira como o tour é conduzido. O guia vai na frente e nós vamos seguindo ele, como se fosse uma fila indiana, tem uns que vão até na frente, eu como sempre, grudo no guia, mas mesmo assim nem todos tem a mesma oportunidade. Ainda bem que os medrosos que ficam mais distante, eu consegui ver muitos tubarões e tartarugas por estar mais próximo a ele.

O problema é que ao avistar algo, o guia chama a atenção de todos e fica uma “correria” louca para chegar até o local para observar os animais que logo saiam do lugar. Como eu era sempre a primeira por estar perto eu observava e saia e já ia pra outro ponto.  Acredito que se pudéssemos ficar mais soltos, mesmo não podendo por causa da preservação ambiental iriamos aproveitar mais e o ambiente não ia ser tão maltratado, pois não pode pisar no chão e muito pisavam, já que não sabem nadar ou usar as nadadeiras e snorkel. 

Foto: Guia
Foto: Guia
Foto: Guia

Nesse ponto faz-se muito snorkel, são cerca de 1 hora olhando peixes, lagostas, cobras do mar, tubarões lindos, tartarugas, pinguins e  cavalos marinhos.

Depois de ficar 1 hora ali, nós comemos um almoço no barco. com arroz, macarrão e frango. Também tinha refrigerante e água. A fome era tanta, que parecia uma delícia. rsrsrs

Foto: Jô Viajou

A próxima parada de Los Tuneles.

Foto: Guia

Chegando a parte principal do passeio em Los Tuneles. Para entender melhor, são formações geológicas feitas de lava vulcânica. O cenário é lindo, são várias Ilhas de rochas cinzentas e porosas, uma vegetação desértica, com cactos por todas as partes e águas calmas e cristalinas, com tartarugas e tubarões e diversas aves. Caminhamos por  cerca de 30 minutos, ouvindo as histórias do guia de como os túneis foram formados  e sobre a riqueza da fauna e flora na região.

Na região tem a sua aves símbolo, que todos se encantam o Atobá-de-pé-azul (Sula nebouxii). Essas aves, durante a época de acasalamento, os casais exibem seus pés para o parceiro para mostrar sua cor característica, é um charme na hora da conquista. Estas aves é uma das principais atrações de Galápagos, e podem  ser encontra nesse passeio.

Foto: Jô Viajou

A região é linda e a fauna completa a beleza do passeio.

Foto: Jô Viajou

Na volta, várias ilhas e vida marinha pelo caminho em direção a Isabela.

Foto: Jô Viajou
Foto: Jô Viajou

Chegamos por volta das 17h. Para completar, só faltou o pôr do sol, pois ficou nublado o tempo. Quem caça pores do sol, sabe o que estou falando.

Siga no insta: @joviajou

  • Vai viajar? E precisa de SEGURO viagem? Clique aqui e ganhe desconto com a Jô Viajou.

  • Reserve sua HOSPEDAGEM com segurança.Clique aqui!

(Visited 68 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.